contador de visitas
12/09/2018 15:00:00

HIPOGLICEMIA REATIVA: Será que você tem? Dra. Geane Moron Beato, Médica Endocrinologista responde.

HIPOGLICEMIA REATIVA: Será que você tem?


Muitas vezes os pacientes chegam ao consultório com queixa de que horas após se alimentar, especialmente de alimentos mais doces, tem uma sensação de mal-estar e fraqueza que só melhora após comer alguma coisa. Você já sentiu isso?

Toda vez que comemos alimentos com muitos carboidratos de rápida absorção, como arroz branco, batata, farinha, pão, bolachas ou doces em geral, o alimentos é quebrado em glicose e nosso pâncreas libera insulina pra levar esta glicose pra dentro das células e nos fornecer energia.

Se os carboidratos forem mais naturais, como frutas ou alimentos integrais, dá mais trabalho pro corpo digerir e a absorção é mais lenta, demorando mais a aumentar a glicose no sangue, ficamos mais tempo saciados. Entretanto se os carboidratos são refinados, de rápida absorção, os níveis de glicose no sangue sobem rápidos e nosso pâncreas libera alta carga de insulina pra conseguir manter os níveis de glicose normais. E é esse pico de insulina que acaba por reduzir muito rápido a glicose no sangue, e se ela abaixar em níveis menores que 80 ou 70 há aquela sensação de mal-estar, sonolência, fraqueza.

E ao sentir isso, o que comer? Doces? Em geral esta é a conduta da maioria dos pacientes, mas não é o correto! Se você tem tendência a HIPOGLICEMIA REATIVA, é importante, primeiro, dar preferência para alimentos integrais, naturais, para EVITAR O PICO DE INSULINA! E se em algum dia se alimentou de algo mais doce e teve esta sensação, coma uma fruta como banana, caqui ou uva, que são mais doces e ajudarão a aumentar os níveis de glicose no sangue sem causar novo pico de insulina.

E mais uma informação importante: quem tem hipoglicemia reativa não está livre de diabetes! Devido o pâncreas responder rápido ele também pode falhar mais rápido, pois trabalha mais! Desta forma a alimentação saudável também deve ser prioridade!